03 setembro 2006

Bang Bang

Semana passada, posto de gasolina na Prudente, na esquina da Galeteria do Chiquinho. Loja de conveniência, três jovens numa mesa, outros três em outra. Todos os seis machos pra caralho. Os dois grupos se desentendem, alguém põe um treisoitão em cima da mesa se dizendo policial militar. Um outro alguém do grupo oposto se diz policial civil e se retira junto com os seus colegas.

Cinco minutos depois o grupo que havia se retirado retorna. O que se disse policial civil com uma arma na mão ja chega atirando, dando início a um tiroteio em pleno posto de gasolina. O policial militar morre, um de seus amigos leva um tiro no pé, outro escapa ileso, o policial civil e seus amigos fogem. Os 3 jornais da cidade dão versões distintas para o caso.

O presunto fazia parte da atual "tropa de choque" dos valentões da cidade, aqueles que se metem em todas as brigas espancando todo mundo. A algumas semanas atrás, um "colega de pelotão" havia tomado uma facada numa briga.

Coisa nada a ver da porra, antes a galera so espancava, agora já tá saindo na bala. Certo tava Wilson Aragão:

"eu num sei se tô errado mais arrisco meu parpite de acabá
com as bomba atromba , incoivará os rifle
toca fogo em toda as tenda qui é de fábrica canhão
morre muita menas gente, se a guerra fô de facão."

E aprendam crianças, por mais fodão que você seja, mais cedo ou mais tarde você vai encontrar o seu chocolate.

6 comentários:

Anônimo disse...

Como já dizia Falcão (da banda O Rappa) "também morre quem atira".

Como era o nome daquele professor de jiu jitsu q batia em todo mundo e passou um tempo fugido da cidade? bani?

Areia de Cemiterio disse...

O professor era Bani...mas faz muito tempo. Era uma bucolica Natal do inicio dos anos 90.

Galego de Campina disse...

E que quando voltou tomou um tiro e ficou paralítico? Era esse?

Wasgs disse...

"...O homem com a arma na mão é um bicho feroz, feroz.
Sem ele anda rebolando até muda de voz..."

Sebastián Pitombeiras disse...

rapaz, a história do tiro é verídica, mas se ele ficou paralítico eu não sei...

Biu do Olho Verde disse...

Quem bate sempre uma hora ou outra apanha... Nem que seja no inferno...