26 junho 2008

Por que eu não vou torcer pelo Fluminense

:P

Eu sou um fariseu futebolístico! Há muito tempo deixei de torcer pela seleção brasileira. Admiro a paixão argentina pelo futebol. Acho o Boca Juniors o time mais "do caralho" que existe. E, em geral (eu disse "em geral"), não torço pra nenhum time brasileiro quando jogam torneios internacionais, a não ser o meu do coração, que não digo aqui pra evitar xingamentos. Na "vera".

Eu tenho razões até simples. Primeiro, a seleção canarinho é um nojo. Só consigo enxergar um bando de mercenários que querem estar ali pra conseguir bons contratos com clubes, encher o rabo de dinheiro e gastar com puta (tirando o Kaká pois a rapazola é evangélica). Só isso. Amor à pátria ficou lá pela década de 80 pra trás. Tanto é que, hoje, quando algum jogador chega ao topo, qualquer desculpinha serve pra pedir dispensa. Podem reparar.

Com relação aos clubes do país... sei não. Clube é clube, ou você gosta ou não gosta. Pra mim não existe essa de torcer "porque é brasileiro". O fato de ser clube nacional pra mim é agravante e de forma alguma me seduz pra eu virar torcedor durante duas horas. Pra quê eu torceria? Eu vou malhar de quem quando o "time-que-não-é-meu" vencer? Eu vou sair dizendo "êêê o Brasil é foda"??? Porra nenhuma. E tem mais: como os times são daqui, acompanho o noticiário de esportes todo dia e tenho todo o tempo do mundo pra criar antipatias.

Vejamos o caso específico do Fluminense, que levou uma pemba de 4 a 2 do LDU do Equador na primeira partida da final da Taça Libertadores da América.


Eu não sou carioca. Acho o técnico Renato Gaúcho arrogante. O clima era de "já ganhou" antes da primeira partida. Isso foi o pior, determinante pra eu não torcer. Porque desde pequeno eu tenho uma forte inclinação pra torcer pelo mais fraco. E o LDU é o mais fraco, pois vem do Equador, que não tem tradição futebolística alguma.

E porque eu teria que desejar a derrota da LDU? Ora, não nutro nenhuma raiva do Equador, pelo contrário, parece um país simpático. E alguns jogadores da "Liga Deportiva Universitária" têm caras de coitados e todos estão se matando pra ganhar o primeiro título internacional do país!!! Sem falar na torcida e no povo equatoriano eufóricos.

Sabe, fosse time argentino, como eles são acostumados com títulos, eu poderia torcer sim pelo Fluminense. Exceto se fosse o Boca Juniors, o time mais-do-caralho que existe.

Por isso, já estou rezando pra o Flu não conseguir vencer os equatorianos por 3 gols de diferença na 2ª partida. Só pra eu ver a cara do Renato Gaúcho com o rabo entre as pernas e chorando.

...

Um comentário:

Queequeg disse...

Rapaz, um dos melhores textos que vc já fez.
Fiquei me coçando pra não entregar qual seu "time do coração"... Mas tá valendo...
Abraxas.