28 novembro 2008

Não vale uma pitomba: o filme "Cinderela Baiana"

Sabe, existem muitas coisas ruins e toscas que não valem uma pitomba! O filme "Cinderela Baiana" da Carla Perez, por exemplo. Já tive o privilégio de assisti-lo e, de tão ruim, mal interpretado, mal escrito etc e tal, resolvi fazer uma cópia pra mim (eu adoro coisa tosca, já disse certa vez).

Simplesmente não há nada que se aproveite neste filme! Resolvi compartilhar com vocês o final, pois é de uma singeleza tocante. Dá vontade de chorar (de rir) quando ela solta os passarinhos, para, logo depois, dar uma cutucada na classe política! Vê só que belo:




"De que adianta estas campanhas demagógicas se as crianças continuam aqui na estrada e com fome?"

Por isso, eu afirmo: o filme "Cinderela Baiana"... não vale uma pitomba!

4 comentários:

Areia de Cemiterio disse...

O caraidopassarin num quiria avuar

Rossana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rossana disse...

"Valha-me, Deus!"

Ainda bem que não perdi tempo assistindo essa tosqueira.

Marcos disse...

Puta que pariu, eu ri pra me reiar com esse final. Extremamente poético, aquele símbolo da paz com as mãos e a música do tcham como trilha sonora.