30 maio 2012

Re-postagem: entrevista especial com Monga

Como vocês sabem, o Pitombas começou em agosto de 2006 e, naquela época, havia muitos colaboradores que tinham permissão pra ir lá no blog e escrever qualquer bosta (e o público era pífio, quase ninguém perdia tempo em ler isso). Hoje só o editor-chefe é quem administra esta joça e a audiência deu uma boa aumentada.

Aí semana passada um colaborador do blog deu uma ideia de fazer uma recauchutagem das postagens antigas (mas só as que prestam... rá!). Aí fui conferir lááá atrás e num é que tem coisa que ficou até engraçadinha? Portanto, toda semana eu vou fazer uma "RE-POSTAGEM", já que ninguém tem saco de sair procurando coisa antiga no blog. E a primeira será a entrevista especial que a gente fez com Monga, a mulher que vira macaco, uma das principais atrações dos parques de diversão no Nordeste! 

...

ENTREVISTA ESPECIAL COM MONGA

Olha, uma tradição nordestina que todo ser humano que gosta de fulêragi tem a obrigação de ir antes de morrer é, sem dúvida, o show de Monga, a mulher que vira macaco! Aquele espetáculo da pobre coitada aprisionada que sofre de uma maldição, se transforma em macaco e quebra as grades da jaula, avançando sobre o público. 

Sim, o show de horror mais tosco da paróquia não poderia passar batido pelo Pitombas! Por esta razão, fomos conversar com a atriz que faz o papel de Monga. Para não ser reconhecida, ela preferiu falar com nossa reportagem quando estava possuída! 

Veja abaixo a entrevista exclusiva que a macaca concedeu ao nosso querido blog:




Pitombas: quando você decidiu ser monga, a mulher que vira macaco?
Monga: olha, desde pequena eu tinha a nítida impressão que meu futuro era ser monga...

P: E a maldição? Afinal, uma maldição caiu sobre você ou tudo é uma farsa?
M: Caiu sim. A maldição foi estudar em escola pública e ficar desempregada. É uma merda.

P: Ah, então quer dizer que à meia-noite você não virá buscar minha alma?
M: Porra nenhuma, à meia-noite eu quero é ir pra casa dormir!!!

* Postagem originalmente publicada em 30 de setembro de 2006

Nenhum comentário: