26 dezembro 2012

Re-postagem: o veraneio

Eu acho que sou uma pessoa muito chata, pois simplesmente detesto algumas coisas que várias pessoas adoram! Quer um exemplo? O veraneio!


Eu moro numa cidade quente pracarai. Tenho uma prainha ali à minha disposição a apenas 5 minutos da minha casa e uma água de côco a hora que quiser. A praia eu não quero. O côco pode ser, pra passar o calor. Pouco me importa que existe uma praia tão pertinho de mim há tantos anos. Eu não piso lá (talvez se morasse na Noruega algum dia sentisse falta).    

Bem, na minha cidade quente pracarai existe uma tradição chatinha que um monte de gente exalta tanto, como se fosse a coisa mais "ducaralho" do universo: passar um mês inteiro numa casa de praia, o conhecido veraneio

Em primeiro lugar, a combinação "praia + areia + sol" não me agrada tanto, a ponto de eu nunca (nunca!) visitar as praias urbanas da cidade, nem aquela tão pertinho da minha casa (nem lembro a última vez que estive na praia pela manhã). Casa de praia pra mim é bom pra um fim de semana, de preferência com cerveja, churrasco e amigos. Mas não me peça pra passar nem 3 dias, quanto mais um mês inteiro! Preciso de doses diárias de civilização... internet, TV a cabo e sentir cheiro de asfalto.

Segundo, se eu tenho um mês inteiro livre, prefiro viajar pra fora da cidade, nem que seja por alguns dias. O resto eu fico em casa mesmo. Faz bem ao seu espírito. Assim... se eu passo o ano inteiro vendo as mesmas pessoas da cidade (cidade provinciana esta), pra que eu iria me mudar pra uma casa ensolarada e cheia de areia, perto da minha, pra ouvir a mesma conversa mole das mesmas pessoas, agora em traje de banho?


* Postagem originalmente publicada em 07 de janeiro de 2009.

Nenhum comentário: