21 maio 2016

Patrimônio imaterial

(Fonte: G1/RN, 20/05/2016)

Notícia aqui
O próximo passo é transformar as expressões "GALADO" e "BOYZINHA" em patrimônio imaterial também. Porque só aqui em Natal você vai ouvir alguém chamar o outro de "galado" (que pode ser bom ou ruim dependendo do contexto) e também ouvir a frase "ei galado, vou levar minha boyzinha pra comer uma ginga com tapioca" e fazer todo o sentido. 

Nenhum comentário: